home > Produção Gráfica > Produção de livros digitais com InDesign
twitter
Banner Facebook

Parceiros

Produção de livros digitais com InDesign Imprimir E-mail
Escrito por Ana Cristina Pedrozo Oliveira   
Sex, 20 de Agosto de 2010

Várias iniciativas estão em curso. A Amazon produz o Kindle, um leitor utilizado tanto para ler o livro digital quanto para fazer o download dos volumes, e possui mais de 300 mil títulos disponíveis no site da companhia. A Forrester Research realizou um estudo que constatou a venda de 3 milhões de leitores digitais em 2009. Desse total, a Amazon responde por 60% com o Kindle, enquanto a Sony, com o Sony PRS, tem 35% do mercado.
No Brasil a discussão é recente, pois, apesar da elevação das vendas dos livros tradicionais nos últimos anos, em termos mundiais, o País possui um número 
pequeno de leitores.
Dentro dos departamentos de arte das editoras a pergunta vai além: como construir ou transformar um livro diagramado em livro digital? Analisando a grande quantidade de volumes diagramados, seria interessante aproveitar o que está pronto e transformar a publicação, antes confeccionada exclusivamente para as artes gráficas, em um e-​book.
A versão CS5 do InDesign, lançada em maio deste ano, está disponibilizando algumas ferramentas para melhorar a interação entre o mundo gráfico e o digital, que incluem vídeo, animação e áudio MP3 nas publicações sem sair do programa. No menu Window > Interactive, é possível utilizar várias opções para construir uma publicação com animações, sons e acesso a vídeos específicos.
A saída deve ser realizada através de exportação. O InDesign permite gerar arquivos de vários formatos, incluindo o PDF Interativo, o FLA para edição no Flash e o SWF para apresentação em Flash Player.
No caso de livros digitais, o programa cria arquivos com extensão ePub, que apresentam conteúdo baseado em XHTML, podendo ser editados ou formatados em soluções que usam essa extensão. O arquivo que foi exportado carrega também uma miniatura em JPEG, que será utilizada para representar a publicação na biblioteca virtual. A Adobe disponibiliza gratuitamente no site da empresa o Digital Editions, que gerencia, organiza e permite a leitura de e-​books.

Segundo o site da Adobe, os aprimoramentos do InDesign CS5 incluem a capacidade de corresponder aos atributos de formatação de texto do InDesign, preservar a formatação local e controlar a ordem do conteúdo.
Para gerar um livro digital pelo InDesign será necessário utilizar a exportação, através do menu File > Export for e escolher a opção EPUB. Em seguida, aparecerá uma sequência de telas com as configurações necessárias para as características do livro digital. As telas a serem configuradas são:

General

Images

Contents


Mas, na prática, não é tão fácil assim. Os arquivos perdem muito de sua formatação original, por isso os livros com texto corrido ficam melhores do que os que possuem muitas imagens. Algumas editoras estão optando por transformar o arquivo em PDF e depois converter para o formato ePub; outras estão discutindo se não seria mais interessante construir um layout específico para o livro digital.
Vamos ter de esperar mais um pouco para ter certeza sobre a melhor maneira de construir nossos livros digitais.


Ana Cristina Pedrozo Oliveira é produtora gráfica da Fábrica de Ideias Comunicações e ministra treinamentos em instituições como Senai, ABTG, Dabra, Bytes & Types e GraphWork, além de prestar consultoria em empresas 
por todo o Brasil.

Texto publicado na edição nº 73